Contato

contato@alineguedesarquitetura.com.br
(51) 3626.2017
(51) 98955.0804
R. Bento Gonçalves 428, Sala 03
Centro,Torres - RS

CONSTRUÇÃO SECA – WOOD FRAME

CONSTRUÇÃO SECA – WOOD FRAME

Antes de se dar início a um projeto de arquitetura muitos pontos são considerados para garantir qualidade e custo-benefício. Entre eles um dos principais é a técnica construtiva a ser adotada.

 

Hoje a preocupação com a geração de resíduos e desperdícios de recursos naturais está cada vez maior, assim está se tornando mais comum pensar em técnicas construtivas que levem menos tempo para ficarem prontas e gerem menos resíduos no meio ambiente. Os sistemas construtivos tradicionais, como o uso da alvenaria ou concreto, demandam um período de tempo excedente se comparado a sistemas industrializados como os pré-fabricados e pré-moldados.

 

Estrutura wood frame

 

Hoje vou falar de um tipo de construção pré-fabricada muito comum no território americano, a Wood Frame. Provavelmente se você gosta de assistir à programas como Irmãos à Obra, já conhece esse sistema. A tradução literal quer dizer quadro de madeira e é exatamente assim que a estrutura se compõe, por diversos perfis de madeira que formam quadros de peso leve com função estrutural. Tudo é feito de madeira.

 

 

 

 

SUSTENTABILIDADE

O Wood Frame possui baixo consumo de energia no processamento, pois sua matéria prima, a madeira, é proveniente de áreas de reflorestamento. A madeira mais comumente utilizada é a Pinus.

Nesse sistema pode haver uma redução de 85% na geração de resíduos, de 90% no uso de recursos hídricos e um o processo construtivo até 3x mais rápido.

ESTRUTURA

São realizados cálculos estruturais a fim de encontrar as corretas dimensões dos perfis em madeira e posicioná-los de modo a formar um esquadro. Posteriormente, placas de madeira OSB em conjunto a outras duas camadas – uma placa cimentícia e outra de revestimento conformam a parede. Internamente, ao isolamento térmico acústico, mantas são aplicadas.

ACABAMENTOS

Os fechamentos externos são feitos com placas cimentícias, enquanto placas de gesso acartonado garantem os fechamentos internos, que posteriormente permitem receber outros revestimentos como:

  • Pintura;
  • Revestimento cerâmico;
  • Papel de parede.

Internamente, em benefício ao tratamento térmico-acústico, mantas especiais são estrategicamente presas junto às camadas do “sanduíche”.

O piso é estrutural, formado por chapas de madeira e barrotes de madeira tratada. Sobre ele é executado um contrapiso de argamassa sob malha de aço, garantindo estabilidade estrutural e conforto acústico. Os pisos que podem ser instalados são:

  • Carpete;
  • Laminado;
  • Cerâmico;
  • Porcelanato.

Vale destacar que este sistema é tão resistente quanto paredes de alvenaria e tem durabilidade de cerca de 50 anos. Aqui no Brasil já existem várias empresas especialistas nesse tipo de construção, porém é um sistema ainda não muito usual. Por vezes a questão que mais pesa é o custo, que realmente não é muito diferente do custo de uma construção convencional. O que se pesa na hora de escolher esse sistema construtivo é o conforto térmico, a rapidez da obra e a grande redução de desperdício de materiais e acúmulo de resíduos. Para quem se preocupa com o meio ambiente é uma ótima opção.

Escrever um comentário