Contato

contato@alineguedesarquitetura.com.br
(51) 3626.2017
(51) 98955.0804
R. Bento Gonçalves 428, Sala 03
Centro,Torres - RS

Casa de Isopor: construção mais rápida e inteligente

Casa de Isopor: construção mais rápida e inteligente

Imagine que você está pensando em construir uma casa e alguém te fala “já pensou em construir uma casa de isopor?”, o que você pensaria? Se nunca ouviu falar nisso, provavelmente pensaria que isso seria uma brincadeira, não é? Mas se eu te disser que existe mesmo casa de isopor e que é um sistema construtivo muito seguro, de repente até mais que o sistema convencional, o que você acharia?

O sistema construtivo de isopor existe e um de seus tipos é o sistema de painel monolítico. Sim, existem outros tipos, mas é sobre ele que vou falar um pouco hoje. O painel monolítico é uma espécie de parede pré-moldada composta por uma treliça de aço galvanizado eletro soldada com um “recheio” de EPS, mais conhecido como isopor. Esses painéis recebem uma camada de argamassa estrutural. O que confere a resistência das paredes é a estrutura de aço juntamente com a camada de argamassa estrutural, que possui uma proporção de cimento muito maior do que a usada em paredes convencionais de tijolos.

Agora você pode estar aí pensando “A tá, legal, mas tem vantagem eu usar um sistema desse?”, eu te digo que sim, abaixo vou elencar algumas vantagens.

Resistência

Como eu disse acima, o painel monolítico é um sistema de parede pré-moldada e tem o nome de painel por ser produzido em placas de 3m x 1,15m. A cada 1,15m, ou seja, cada painel resiste à 55Ton. Isso quer dizer que ele resiste muito, com uma marreta não é muito fácil quebrar uma parede dessas.

A título de curiosidade, a ideia original do painel monolítico veio da Itália e seu uso era voltado para regiões com alta propensão a terremotos, partindo da necessidade de uma estrutura fosse capaz de resistir aos tremores. Então imagina, se resiste a terremotos, ainda está desconfiando que não é seguro?

Basicamente existem dois tipos de painéis monolíticos, os que possuem a treliça com uma malha de 5x5cm, sendo essas usadas como painéis estruturais e as que possuem uma malha de 5x15cm, sendo estes painéis destinados para fechamentos internos, onde não exista a necessidade estrutural, como por exemplo o fechamento de algum ambiente da casa.

Modelo painel monolítico

Também é muito resistente a condições rigorosas de intempéries: calor, frio, chuvas e ventos. O isopor não confere nenhuma propriedade de resistência estrutural, mas é usado pois tem as propriedades térmicas e acústicas, servindo assim de isolante.

Rapidez da obra

Por ser uma construção feita com um sistema pré-moldado, e também pela leveza dos painéis, o tempo de obra pode ser reduzido à 1/3 do tempo de uma construção convencional. Fazendo a pesquisa sobre essa técnica achei um caso em que uma obra de 180m² foi entregue em 37 dias.

Residência realizada pela Baue construção inteligente

Custo

Chegamos a questão que a maioria sempre quer saber, o custo vale o investimento? Sim, o custo pode ser menor em relação a construção convencional entre 15% a 30%. Esse custo pode variar muito dependendo do tipo de construção, se é mais simples, se tem muitos detalhes arquitetônicos, porque sim, esse sistema tem grande liberdade arquitetônica, não há limitações quanto a isso, para mim isso é uma grande vantagem. Outra questão como: a quantidade de banheiros pode influenciar bastante no custo, já que esse ambiente tem um preço maior que uma sala, por exemplo. Além de o custo ser menor, acredito que isso não seja o determinante na escolha da técnica construtiva.

Sustentabilidade

Além de todas essas vantagens, temos ainda a questão da sustentabilidade. Que o isopor não deve ser descartado no meio ambiente, já que ele não é biodegradável, todos já sabem, ou deveriam saber. Porém, ele pode ser reciclado sim. Sendo assim, todos os resíduos que possam ser gerados tanto na produção dos painéis assim como no canteiro de obras podem ser reciclados. Além disso os resíduos gerados são mínimos – mais uma grande vantagem de um sistema pré-moldado.

Sistemas construtivos que se baseiam na rapidez da obra, eficiência energética e menos desperdício tendem a produzir construções mais inteligentes. A maioria delas requer previamente um planejamento muito maior do que de costume, por esse motivo acabam gerando menos surpresas no decorrer da obra. Com todas essas vantagens vai dizer que até não dá vontade de construir uma casa assim?

Fonte de pesquisa para esse post:

Baue Construção Inteligente e Canal no YouTube

Engenharia 360 

Escrever um comentário